DesAmor de Pai


Agora já não estás aqui, mas há coisas na vida que não se esquecem por completo.
Precisei tanto de ti, papá!
Por que nunca me deste nenhum carinho, quando era criança, adolescente e adulta?
Esse carinho fez-me tanta mas tanta falta.
Sabes. Não sabes?
Ainda hoje me faz falta.
Por que existem pais assim?
Foste muito mau para mim e para a mamã.
Recordaste?
Não estás arrependido?
Cresci a conhecer somente o amor e o carinho da mamã.
Foi justo? Diz lá…
Eu fazia-te algum mal?
Era malcomportada?
Não!
Tudo o que sou resulta dessa falta…
de amor,
de carinho,
de meiguices,
mimos,
brincadeiras a dois.
Sentes-te bem com isso?
Sê franco!
As minhas amigas falam com tanto carinho dos pais delas.
Eu não digo nada. Calo-me!
Calo-me triste!
E quando me lembro de ti, choro.
Choro, porque nunca tive Pai.
Marcaste-me pela negativa.
Não é por teres morrido,
que vou gostar de ti e perdoar tudo.
Não.
Já te perdoei um pouquinho, mas totalmente não consigo.
Não consigo!


9 de março de 2017
[A.Braga]



foto: Vaya


7 comentários:

  1. Olá, perder o pai cedo de mais a dor é a dobrar, pela falta que fez, ninguém pede para nascer nem para morrer, motivo porque não existe nada para perdoar ou deixar de perdoar, simplesmente é a realidade da vida, certamente que o seu pai gostava de ver e acompanhar o crescimento da menina bem comportada com orgulho.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AG,
      Viu-me crescer sem amor algum.
      O triste é isso.
      Quantas vezes me perguntei e lhe perguntei se tinha sido adoptada ou se não era filha dele.

      Eliminar
  2. A minha mãe essa sim foi uma guerreira e continua a ser uma excelente mãe.
    O que tenho de bom a ela o devo.
    :)

    ResponderEliminar
  3. Também desde pequena que tenho sido uma guerreira.

    ResponderEliminar
  4. Não como outras por aí que só escrevem sobre futilidades e andam pelas costas a falar dos outros.

    ResponderEliminar
  5. Ah!... Como te compreendo!
    Imagino quão doloroso foi para ti e tua mãe.
    Mas... pensa bem. Negar um perdão é sempre o mais fácil.
    E perdoar... só nos eleva e dignifica!

    Beijos...
    AL

    ResponderEliminar
  6. Al,
    se soubesses da missa a metade, se calhar davas-me razão.
    :)

    ResponderEliminar